Mercado Imobiliário: o que esperar desse setor em 2019?

Segundo a opinião de especialistas, no ano de 2019 o mercado imobiliário deve ter uma nova fase de crescimento, criando projeções otimistas para investidores que buscam oportunidades para atingir uma boa rentabilidade. Após alguns períodos de complicação no segmento de imóveis, a crise foi finalizada no último ano e o mercado se mostrou consolidado, desenvolvendo condições ideais para avançar.

De maneira efetiva, o crescimento do mercado imobiliário manifesta o aumento ocorrido na procura pela compra de imóveis pela população, ação que gera movimentação nesse segmento e abre inúmeras oportunidades para investidores. Continue conosco para conferir mais informações sobre o crescimento desse setor!

 

Motivos para acreditar no crescimento do mercado imobiliário

Conforme dados da pesquisa Focus do Brasil Central, no ano de 2019 há uma projeção de crescimento em até 2,8% no PIB (Produto Interno Bruto). Além disso, muitos outros fatores são responsáveis por influenciar o otimismo dos especialistas em relação ao desempenho do mercado imobiliário. Confira alguns deles.

 

Controle da inflação

Economistas apresentaram projeções que indicam uma inflação controlada de 4,25% e margem de 1,5 ponto. O valor apresentado é controlado se compararmos ao de 2016, ano em que a inflação teve um avanço de 6,29%. Segundo a Agência Brasil, a inflação medida pelo IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) a partir de 2019 é de 4,25% com meta de redução para 4% em 2020.

 

Taxa de juros menores

Em 2018 a taxa de juros do mercado teve redução para 6,5%, valor muito inferior ao compararmos as taxas registradas há 5 anos atrás, quando beiravam 14,5%. Para o ano de 2019, a estimativa que era de 7,00% caiu para 6,50%. Essa redução de taxas facilita o alcance para financiamentos no mercado imobiliário aumentando a confiança do consumidor.

 

mercado imobiliário o que esperar

 

Facilidade e elevação no crédito imobiliário

As dificuldades da população no acesso a financiamentos imobiliários atingem diretamente o mercado de imóveis. Com a redução das taxas de juros — visto acima — e aumento da confiança na economia, o acesso para as linhas de crédito começa a ser facilitado pelas instituições financeiras, possibilitando o crescimento das transações imobiliárias em 2019. 

A economia deve acelerar a retomada das vendas imobiliárias após alguns anos de retração, assim como o aumento de financiamentos como o Minha Casa Minha Vida e FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço). 

O empenho dos bancos e instituições em favorecer empréstimos incentiva o crescimento e flexibiliza a obtenção de créditos. Espera-se um aumento considerável das transações de apartamentos, casas e unidades de comércio, gerando impacto positivo no setor. No entanto, deve-se considerar eventuais discrepâncias regionais, já que cada cidade e estado deverá atuar de acordo com a recuperação da sua economia local. 

 

Aumento dos imóveis comercializados

As unidades habitacionais vendidas em 2017 apresentaram um salto de 32,8% em relação ao ano anterior, de acordo com uma pesquisa do mercado imobiliário realizada pelo Departamento de Economia e Estatística do Secovi-SP. 

Mesmo que o levantamento tenha sido realizado ao final de 2017, ainda contribuiu para apontar uma tendência positiva em 2019, pois a quantidade de habitações vendidas é um poderoso indicador de crescimento do setor imobiliário.

 

Lançamento de novos projetos imobiliários

Construtoras e incorporadoras devem lançar novos projetos de acordo com o aumento da demanda tornando a aquisição de imóveis ainda na planta uma excelente oportunidade, já que suas negociações acontecem na fase de obras dos empreendimentos.

 

Cuidados ao investir no mercado imobiliário

O imóvel sempre será um excelente negócio em que o investimento realizado seja uma maneira segura de construir um patrimônio. Devido ao déficit habitacional no país, esse setor têm como tendência valorizar sempre mais. No entanto, alguns cuidados devem ser tomados antes de realizar o investimento.

 

Boa localização

Especialistas apontam a importância de buscar imóveis em regiões que estejam em crescimento ou que tenham boa infraestrutura para os moradores, como lojas, transporte público e serviços de saúde ao seu alcance. A acessibilidade também deve ser verificada, ruas e avenidas em boas condições valorizam a moradia.

 

investimento mercado imobiliario

 

Condições do imóvel

Ao comprar uma casa ou apartamento é essencial observar o estado de conservação em todos os cômodos. Quanto melhor a condição do imóvel, mais valorizado ele poderá ser. Se o investidor optar em adquirir terreno, deve ficar atento e procurar áreas planas, evitando gastos extras como a necessidade de terraplanagem.

 

Situação do condomínio

Caso o imóvel a ser adquirido esteja em um condomínio, é importante conhecer a situação financeira do local. Condomínios que apresentam dívidas podem aumentar a taxa a ser paga com frequência.

Depois de acompanhar o conteúdo acima, você já sabe o que esperar do mercado imobiliário este ano, certo? Com perspectiva positiva e ajustes na economia, investir em um imóvel será a oportunidade perfeita para quem quer conquistar melhores resultados, seja vendendo ou alugando casas, apartamentos ou prédios comerciais.

Gostou deste conteúdo? Quer tirar suas dúvidas sobre empreendimentos? Então, faça uma consultoria gratuita e saiba tudo o que precisa para conquistar o seu novo apartamento! 

O QUE VOCÊ ESTÁ ESPERANDO? FALE AGORA
COM UM CONSULTOR E SAIBA COMO FINANCIAR!

CERTIFICADOS DE QUALIDADE QUE A URBEN CONQUISTOU AO LONGO DOS ANOS:

Copyright ® Urben. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por DGBZ