Entenda o que é o Programa Minha Casa Minha Vida.  Faça simulação sem compromisso para conseguir benefícios e descontos no financiamento: subsídio e uso do FGTS.


O QUE É O PROGRAMA MINHA CASA, MINHA VIDA? 



Ao contrário do que muita gente pensa, o programa Minha Casa Minha Vida não é exclusivamente direcionado para famílias com baixa renda. Na realidade, o programa trata-se de uma categoria de financiamento imobiliário, cujo objetivo é facilitar a compra do primeiro imóvel para pessoas com renda familiar bruta de até R$ 9.000,00 ao mês concedendo desconto (subsídio) e taxas diferenciadas.

Com o Programa Minha Casa Minha Vida você pode financiar até 80% do valor do imóvel, e pagar em até 30 anos, e ainda contar com o Seguro Desemprego como garantia. O restante do valor do imóvel você pode parcelar direto com a Urben, durante o período de obras ou em até 30 meses. Mas isso tudo a gente te explica melhor e calcula, sem compromisso, se você quiser. 

Em parceria com estados, municípios, empresas e entidades sem fins lucrativos, o programa vem mudando a vida de milhares de famílias brasileiras. É oportunidade para quem precisa e mais desenvolvimento para o Brasil. Apesar de ser gerenciado pela Caixa Econômica Federal, o Minha Casa Minha Vida também é executado pelo Banco do Brasil.

Conquiste com a Urben seu apartamento Minha Casa Minha Vida em Ribeirão Preto.

COMO CALCULAR MEU SUBSÍDIO? 


O subsídio é uma forma de apoio monetário, é uma espécie de desconto que o cliente recebe ao participar do programa. O valor do subsídio é determinado de acordo com a renda familiar do cliente: quanto maior o salário, menor o subsídio, e vice-versa.

O cálculo pode ser feito através do simulador oficial no site da instituição financeira, porém o mais indicado é procurar a ajuda de um Consultor de Imóveis que poderá te ajudar a conseguir um valor maior, pois ele varia de acordo com a renda familiar e também muda de acordo com alguns outros critérios.

Exemplo:
Uma família que ganha 3 salários-mínimos recebe subsídio com valor superior ao de uma pessoa que ganha 6 salários-mínimos. A renda familiar pode ser composta por mais de uma pessoa, inclusive não é necessário ter grau de parentesco para compor a renda.

O QUE É RENDA FAMILIAR? 


É a soma total dos salários brutos das pessoas que compõem a renda, as quais podem ou não ser da mesma família. Por exemplo, o casal Maria e José quer comprar um imóvel novo:

 

  • Maria ganha R$ 1.000,00 trabalhando como autônoma todo mês.
     
  • José ganha R$ 900,00 contratado como CLT.

A renda familiar, portanto é: R$ 1.000,00 (Maria) + R$ 900,00 (José) = R$ 1.900,00.
Essa é uma renda mista pois é formada por uma pessoa com renda formal (José) e uma pessoa com renda informal (Maria).

 

QUAIS SÃO OS TIPOS DE RENDA? 

 Renda Formal
 

Assalariados: Último holerite/contracheque.
Aposentado pelo INSS: Extrato do benefício, emitido pela Previdência Social, e Carta de Concessão.
Aposentado por outros orgãos ou ponsionista: Último holerite/contracheque.
Funcionário público: Último holerite/contracheque.

 

 Renda informal
 

Empresários MEI e comerciantes: Declaração de IR do último exercício, com recibo de entrega e páginas numeradas, e extrato bancário dos últimos 3 meses/Decore.

Profissionais liberais e autônomos:

• Declaração de imposto de renda do último exercício, com recibo de entrega e páginas numeradas;
• Recibo de Pagamento Autônomo - RPA; ou
• Extrato de movimentação bancária dos últimos 3 (três) meses/Declaração de rendimentos.Necessário apresentar declaração de renda informal. 

 

 +  Renda Mista
 

Pessoas com renda formal que completam seus ganhos com renda informal.

Evite Transtornos. Apresente sempre a documentação completa e em bom estado ao correspondente bancário

QUAIS SÃO OS DOCUMENTOS NECESSÁRIOS?

  •  RG E CPF
     
  •  CERTIDÃO DE ESTADO CIVIL
    (casamento, nascimento, óbito)
     
  •  COMPROVANTE RESIDÊNCIA
    (atualizado em nome do beneficiário)
     
  •  3 ÚLTIMOS HOLERITES
    (Os documentos devem ser apresentados por todos os proponentes que compõem a renda)
     
  •  3 ÚLTIMOS EXTRATOS BANCÁRIOS
    (caso de renda extra)
     
  • CARTEIRA DE TRABALHO
     
  •  IMPOSTO DE RENDA COMPLETO
    (caso declare)
     
  •  EXTRATO FGTS
     
  •  CARTÃO DO PIS OU CARTÃO CIDADÃO

 

COMO EU FAÇO PARA PARTICIPAR DO PROGRAMA MINHA CASA, MINHA VIDA? 

Para participar do programa você precisa:

 

  • Não possuir imóvel em seu nome, na cidade onde mora ou trabalha; 
     
  • Ter renda no valor mínimo de R$ 1.500 e máximo de R$ 7.000; 
     
  • Providenciar um comprovante de renda, mesmo que seja informal ou combinado, conforme a quantidade de pessoas que você pretende incluir na compra do imóvel; 
     
  • Possuir um documento oficial de identificação.

 

 

 

 

O QUE VOCÊ ESTÁ ESPERANDO? FALE AGORA
COM UM CONSULTOR E SAIBA COMO FINANCIAR!

CERTIFICADOS DE QUALIDADE QUE A URBEN CONQUISTOU AO LONGO DOS ANOS:

Copyright ® Urben. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por DGBZ